Campanha Paraguai 2014 – Diário de bordo 8º diaPostado no dia 19 de janeiro de 2014 - Um comentário

Amanhecemos na cidade de Santa Rita e após o café da manhã partimos numa viagem de 45 km até a Colônia Yguazú, cidade que possui colonização japonesa. Logo que chegamos, achamos o melhor lugar numa praça, chamada Plaza del Amistad. Saímos para uma rápida divulgação e as 11h começamos a ministração, 10 adultos e 12 crianças estavam presentes.

Voltamos para a IEQ de Colonia Yguazú, já aproveitando o caminho para divulgar a apresentação que teríamos às 15h no pátio da igreja.  Logo que chegamos, pudemos ter um maravilho tempo de comunhão com a equipe do No Frontiers e um almoço muito gostoso.

Depois de um tempinho para descanso a agitação começou. Corre corre para preparação dos figurinos, arrumar o palco e organizar as crianças. Além da apresentação, a equipe do No Frontiers ofereceu uma “Tarde da beleza” para as meninas e mulheres, com serviços gratuitos de corte, lavagem e escova, limpeza de pele, manicure, pedicuro e maquiagem.

Apesar da constante queda de luz, devido a utilização simultânea de secadores de cabelo e do sistema de som do ônibus, o que fez com que a equipe improvisasse a capela uma de suas principais peças “você pode ter” e resgatar algumas brincadeiras que não precisassem de som, a diversão foi mantida e o evangelho proclamado. Depois de um tempo, após a igreja acionar um eletricista para substituir um disjuntor de energia, o espetáculo continuou com muita musica e cerca de 80 crianças e 40 adultos foram ministrados.

Após o período de oração, um gostoso lanche foi servido, despedimos as crianças e tivemos um período de confraternização entre as equipes.

Não temos palavras para agradecer tudo o que Deus tem feito. Fazemos missão, pois sabemos que o coração de Deus é um coração missionário, por isso temos nos colocado a disposição dEle para levar o evangelho a toda criatura.

Estamos exaustos fisicamente, porem a alegria de poder servir nos acompanha a cada quilometro rodado. Com certeza nos lembraremos de crianças especiais que conhecemos em cada lugar que passamos, sejam por suas histórias, sorrisos ou abraços. Pessoas que levaremos em nosso coração e que tivemos o privilégio de participar de um pedacinho de suas vidas, pedacinho talvez, que possa ter mudado a direção de suas vidas para sempre.

Oramos para que possamos ser testemunho de vida onde passarmos e que nossa alegria de ter Cristo como nosso Senhor seja multiplicada em outras vidas.

Nossos corações transbordam gratidão, por isso esta musica é a que melhor expressa o que estamos sentindo:

“Por tudo o que tens feito

Por tudo o que vais fazer

Por Tuas promessas e tudo o que És

Eu quero te agradecer, com todo meu ser.

Te agradeço meu Senhor…

Te agradeço por me libertar e salvar,

Por ter morrido em meu lugar, te agradeço

Jesus, te agradeço

Eu te agraço

Agradeço”

Também agradecemos as orações e pedimos que continuem intercedendo por nós.


Relatório elaborado por Elisandra Karine Cavalcante – Acadêmica de Pedagogia e obreira da Missão Artistas de Cristo de Curitiba

 

Campanha Paraguai 2014 – Diário de bordo 7º diaPostado no dia 18 de janeiro de 2014 - Um comentário

Hoje levantamos cedo e animados para conhecer e apoiar mais uma equipe do No Frontiers. De malas prontas e café da manhã tomado partimos à Santa Rita a fim de auxiliar a equipe que se encontra na Igreja Quadrangular de Santa Rita coordenada pelo Pr. Rippler e Prª Obdulia.

Santa Rita, apesar de se situar no Paraguai possui uma grande quantidade de brasileiros, o que significa que o português é bem entendido pela maioria dos moradores.

Logo que chegamos, já nos preparamos para apresentar em uma aldeia indígena Guarani. Como a língua utilizada é o guarani e o espanhol é pouco entendido, contamos com a ajuda de Lorenzo, membro da IEQ de Santa Rita, que fez toda tradução durante a apresentação.

Muitos risos puderam ser vistos durante o espetáculo e aos poucos cada vez mais o público saia se suas casas e começavam a se aproximar. Um total de 42 crianças e 18 adultos assistiram a ministração. Um aceno tímido daqui, um sorriso de canto de lá e logo logo o idioma deixou de ser um obstáculo para o contato entre palhaços e os indígenas.

No momento da oração, onde os palhaços tem contato direto com as crianças e demais pessoas que assistiram a apresentação, ao invés da boca, quem falou foram os olhos e as mãos. Gestos e sorrisos levaram a abraços e um colo aconchegante para as crianças. E mesmo a equipe conhecendo algumas poucas frases em guarani e um “espanhol arranhado”, o contato foi estabelecido e o evangelho anunciado. Afinal, o idioma pode ser um obstáculo para nós, mas sabemos que para Deus não há obstáculos e que qualquer um pode se achegar na presença dEle em qualquer língua, seja da nação que for.

Voltamos para a igreja e logo após o rápido almoço, nos preparamos para outra apresentação, desta vez no pátio da própria igreja. Pula-pula, brinquedo inflável chamavam a atenção de quem passava. E aproximadamente 102 crianças e 24 adultos foram ministrados no período da tarde. Além do mais, também foram oferecidos alguns serviços pela equipe do No Frontiers, tais como: corte, lavagem e secagem de cabelo (escova), penteado com trança, maquiagem e manicure.

Um lanche e um tempinho para descanso antes do culto da noite. Tivemos a oportunidade de ministrar na vida de aproximadamente 100 adultos e 20 crianças através de uma peça chamada “Os Xulingos- Você é especial”, com bonecos.

Estamos na reta final, amanhã pela manhã iremos para Quilometro 41. Pedimos que continuem nos mantendo em suas orações.

Ñandejára tande rovasa – Que em guarani significa ‘Deus vos abençoe’

Relatório elaborado por Elisandra Karine Cavalcante – Acadêmica de Pedagogia e obreira da Missão Artistas de Cristo de Curitiba

 

Campanha Paraguai 2014 – Diário de bordo 6º diaPostado no dia 17 de janeiro de 2014 - Comentários desativados

E lá se foi metade da Campanha de Verão 2014! Apesar da sensação de que passou muito rápido, quando paramos para pensar em tudo que já vivenciamos aqui, parece que todas essas experiências não cabem em cinco dias.

A alvorada foi as 7h30 – horário do Paraguai – e depois do café da manhã junto com a equipe do No Frontiers alojada conosco na Base Mundial Paraguay, partimos ao encontro de mais duas equipes.

Primeira parada – Cruci Ytakyry. A igreja em forma de casinha de madeira, com chuveiro em forma de cano e geladeira em forma de isopor, tem sido base de prático para 10 missionários do No Frontiers, os quais vêm desenvolvendo trabalhos diários com as crianças da vizinhança e algumas noites com os adultos também. Quando cai a chuva, o barro vermelho que cerca toda região vira lama e isso acaba por inibir a participação nas programações de quem mora por perto. Mas não nos inibiu de ir até lá.

O trabalho foi rápido. A dificuldade do idioma Guarani, bem forte naquele lugar, nos fez ser mais sucintos e práticos. Deus juntou 27 crianças e 15 adultos para serem ministrados pela manhã. Sem medo, afundamos o pé no barro molhado e nos aproximamos para orar com todos que estavam lá, inclusive com a equipe.

O almoço, feito pelo Pastor Luiz, nos sustentou para o trabalho da tarde. Conhecemos o Pastor Erminio, “brasiguaio”, que tem servido nesse chamado desde 1989 e amado ao Paraguai incondicionalmente.

Segunda parada – Fortuna. Lugarejo que, infelizmente, de fortuna só tem o nome. O desafio da lama foi ainda maior nesse trabalho. Logo na entrada de Fortuna, o barro, que fazia poças de água, era a estrada pela qual o ônibus precisava passar. As chances de atolamento eram grandes, mas nossa fé e ousadia foram maiores. Ônibus frente a frente com a estrada, vidas para serem alcançadas alguns metros a frente e uma equipe que não chegou ali para dar meia volta sem cumprir a vontade de Deus.

Não atolamos. Mas se tivéssemos atolado? Empurraríamos o ônibus com mais fé ainda, como já empurramos há um ano, em Cruci Ytakyry.

O Expresso Alegria estacionou e as crianças sentaram debaixo da sombra de uma árvore. Cerca de 55 crianças e 20 adultos tiveram uma tarde divertida e a semente da salvação plantada no coração. A emoção tomou conta da trupe, da equipe No Frontiers e dos moradores de Fortuna. Impossível não se apaixonar pelas maravilhas que o Senhor faz!

Depois do trabalho, conseguimos ter um tempo de comunhão na igreja em que a equipe de dez pessoas está hospedada. Exceto a líder Camila, todo restante está pela primeira vez participando de missões com o No Frontiers. De todo coação, nos deram melancia para comermos antes de voltarmos para a Base em Ciudad del Este. Todo esse carinho é muito especial.

Retornamos em paz, trazendo na memória os rostos que vimos, as risadas que ouvimos e trazendo no corpo  a terra de vermelha de lugares que Deus tem cuidado. Agradecemos todas as orações e reforçamos que elas são importantes para nos manter aqui, firmes e protegidos.

“Entrega ao Senhor as tuas obras, e teus desígnios serão estabelecidos.” – Provérbios 16:3

Relatório elaborado por Karin Nater – Acadêmica de Marketing e obreira da Missão Artistas de Cristo de Curitiba

Campanha Paraguai 2014 – Diário de bordo 5º diaPostado no dia 16 de janeiro de 2014 - Comentários desativados

“El Señor ha hecho grades cosas por nosotros, y eso nos llena de alegria.” Salmos 126:3

No momento, nada pode nos definir melhor do que este versículo. Deus, que é extremamente bondoso e riquíssimo em misericórdia, tem nos possibilitado um tempo maravilhoso no Paraguai com nossos irmãos e parceiros do No Frontiers.

Hoje nos juntamos com a equipe da Base Mundial que está realizando desde esta segunda-feira uma colônia de férias na Igreja Quadrangular Ágape dirigida pelo Pr Davi Gimenez e Prª Manuela Andreato de Gimenez no Bairro Obrero em Ciudad del Este. Apesar do sol forte todas as crianças se reuniram apreensivas para assistir a apresentação. Palhaços por todos os lados animavam a criançada e em meio a brincadeiras o evangelho foi anunciado.

Aproximadamente 80 crianças e 18 adultos puderam estar conosco compartilhando do amor de Deus. Após as apresentações foi servido um maravilhoso lanche e tivemos um ótimo tempo de conhecer melhor a equipe e orar uns pelos outros.

Depois de organizarmos tudo, voltamos para a base para nos prepararmos para a programação noturna. Tivemos a alegria de poder visitar o orfanato da ONG Proyecto chamado Mitã Pyahu Roga no município de Presidente Franco, onde uma equipe do No Frontiers tem trabalhado integralmente. Neste orfanato vivem aproximadamente 60 crianças e adolescentes entre 10 meses e 16 anos. A trupe chegou logo após o jantar. As crianças, ansiosas pela nossa visita, nos receberam no portão com um grande sorriso do rosto.  Abraços, colo e troca de olhares preencheram o local com os melhores sentimentos e em pouco tempo nos sentimos como uma grande família.

Tivemos uma ótima surpresa quando algumas crianças e adolescentes começaram a relembrar sobre a visita ocorrida em 2010, elas perguntavam esperançosamente pelo presença do Palhaço Frederico e a alegria foi certa ao revê-lo. A animação foi tanta que o Palhaço até ganhou uma bandeira do Olímpia assinada por todos os meninos do orfanato.

Após os cumprimentos e com um palco improvisado no pátio do orfanato, que foi delimitado por alguns bancos colocados para que o público pudesse de assentar, assim foi que fizemos nossa ultima apresentação do dia. Palmas, sorrisos e gargalhadas faziam parte da grande alegria de anunciar e ouvir o evangelho.

Ao final, pizza e suco servidos como lanche deixaram ainda mais gostosos nosso momento. No encerramento abraços, beijos e acenos marcaram nossa partida. No coração de integrante da equipe fica o sentimento de gratidão por poder conhecer cada uma das pessoas que passam por nós e nos marcam de maneiras diferentes.

E mais uma vez repetimos: “Grandes coisas tem feito o Senhor!”. E sabemos que coisas ainda maiores estão por vir nos próximos dias. Agradecemos todo o apoio e pedimos que não nos esqueçam de colocar em suas orações.

Relatório elaborado por Elisandra Karine Cavalcante – Acadêmica de Pedagogia e obreira da Missão Artistas de Cristo de Curitiba

 

Campanha Paraguai 2014 – Diário de bordo 4º diaPostado no dia 14 de janeiro de 2014 - Comentários desativados

Começou hoje a fase internacional da Campanha de Verão 2014. O Semeador II – ônibus da Missão Artistas de Cristo – saiu às oito da manha rumo à Argentina.

O primeiro desafio já foi na aduana. É quase impossível não sentir uma tensão com a imigração argentina no momento de entrega de documentos. Com duas meninas da equipe menores de dezoito anos tendo que apresentar autorizações dos responsáveis, o frio na barriga também surgiu. Mas Deus é fiel. Apesar da espera de uma hora, entramos todos na Argentina, sem problema algum!

A recepção na Iglesia Internacional del Evangelio Cuadrangular – Piedras de Testimonio, localizada no bairro Primavera, foi extremamente calorosa. A equipe do Projeto No Frontiers, juntamente com a Pastora Estela e o casal de Pastores Luiz e Edna, nos trataram com um amor constrangedor e nos serviram carinhosamente. Café da manhã rápido para termos tempo de qualidade no primeiro trabalho do dia.

O ônibus saiu pelo bairro Primavera com os pessoal da Missão Artistas de Cristo acompanhados da equipe do No Frontiers. Como de costume, percorremos as ruas da região anunciando a apresentação que em breve começaria. A diferença é que hoje o anúncio era em Espanhol. Glória a Deus pela vida da Pastora Estela, que com muita empolgação nos auxiliou com o idioma na hora do convite e das apresentações.

Na praça próxima a igreja, o Semeador II virou circo, o evangelismo começou, as crianças se encantaram e vidas foram tocadas pelo poder de Deus. Cerca de 110 crianças e 20 adultos assistiram as peças e receberam oração.

Voltamos para a igreja almoçar e aproveitar o tempo de pouco mais de uma hora para compartilharmos vivências com o pessoal do No Frontiers. Falamos do nosso dia a dia corrido, da nossa maneira de fazer missão sem ser em período integral e da importância de se ter a certeza do chamado. Conhecemos melhor os 12 integrantes da equipe ali hospedada. Gente de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Paraguay.

Antes de encerrarmos esse momento, nosso líder Josiel anunciou que o tempo de estágio da Carol Bagatin, 16 anos, havia terminado. Após um ano de aprendizagem e amadurecimento, consagramos essa menina preciosa como Obreira da Missão Artistas de Cristo.

De tarde fomos para o bairro Los Cedros. Estacionamos o ônibus numa cancha de futebol e saímos de casa em casa chamar o pessoal para irem assistir o circo sobre rodas. Momento oportuno para treinar o espanhol. O tempo, que ameaçou chover, se manteve firme e o sol chegou a judiar quem não está acostumado com tanto calor. Nessa tarde, uma média de 85 adultos e 130 crianças pararam de pensar nos seus problemas por um instante e abriram o coração para nossa equipe no momento de oração.

O final do dia chegou rápido! De volta à igreja, apenas nos despedimos da equipe do No Frontiers e dos pastores. Esperamos ter contribuído um pouco com eles e plantado boas sementes na Argentina!

Próxima parada: Paraguai. Ainda essa noite chegamos na base do No Frontiers para apoiar as outras seis equipes que estão no período de prático lá.

Oramos para que Deus nos capacite cada dia mais e nos dê força para aguentar o ritmo e não perder o foco.

Por favor, ajude-nos em oração.

Relatório elaborado por Karin Nater – Acadêmica de Marketing e obreira da Missão Artistas de Cristo de Curitiba

Campanha Paraguai 2014 – Diário de bordo 3º diaPostado no dia 14 de janeiro de 2014 - Comentários desativados

O último dia em Foz do Iguaçu foi separado para auxiliarmos a 14ª IEQ com oficinas de teatro e dança, compartilhando teoria e prática.

Nosso obreiro Matheus coordenou dinâmicas de teatro, fazendo com que o pessoal interagisse entre si, desafiando-os a pensar sobre representações de uma maneira diferente, quebrando existentes e grandes paradigmas que ainda cercam a igreja. O objetivo foi o de abrir a visão para alguns pontos, mostrando que nosso Deus é criativo e que depositou em nós dons e talentos para usarmos no Reino Dele, para a glória Dele. Com isso, cremos que as peças podem ser menos limitadas, mais criativas e, acima de tudo, peças que adoram ao Deus que servimos.

Em seguida, a Alessandra ministrou a aula de dança. Com a teoria baseada na Bíblia, citou dois exemplos de pessoas que adoraram a Deus com suas danças. Miriã, em Êxodo 15:20-21, profetizou através de sua dança a vitória do Senhor, agradecendo pelo seu povo e recebendo os homens que bravamente lutaram na guerra. Davi também dançou, em 2 Samuel 6:14, a Bíblia relata que o Rei Davi dançou frente à arca do Senhor, exultando e adorando a Deus com seus movimentos.

Inspirados por essas histórias, foram para a prática. Alongaram e dançaram uma sequência de movimentos ensinada pela Alessandra e auxiliada pela Priscila, nossa obreira também. Momento precioso de aprendizagens e trocas de ensinamentos.

Amanhã passaremos o dia na Argentina, começando a fase internacional da Campanha de Verão 2014. Pedimos que permaneçam em oração pela Missão Artistas de Cristo.

Relatório elaborado por Karin Nater – Acadêmica de Marketing e obreira da Missão Artistas de Cristo de Curitiba